Queixa-sobre-a-presença-de-armas-nucleares-na-Itália

Queixa sobre a presença de armas nucleares na Itália

Por Alessandro Capuzzo No dia 2 de outubro, foi enviada à Procuradoria do Tribunal de Roma a denúncia assinada individualmente por 22 membros de associações pacifistas e antimilitaristas: Abbasso la guerra (Abaixo a guerra), Donne e uomini contro la guerra (Mulheres e homens contra a guerra).guerra), Associazione Papa Giovanni XXIII (Associação Papa João XXIII), Centro