CINEMABEIRO apresentado oficialmente na Corunha

A "I Mostra de Cinema pola Paz e la Nonviolencia", CINEMABEIRO, será realizada nos dias 2, 3 e 4 de outubro

A “I Mostra de Cinema pola Paz e la Nonviolencia”, CINEMABEIRO, foi apresentada no dia 29 de setembro de 2020 na Câmara Municipal de A Coruña.

Organizado por Mundo sen Guerras e sen Violencia em colaboração com 16 associações e grupos sociais, com o patrocínio da Fundação EMALCSA e a colaboração da Câmara Municipal de A Coruña, decorrerá nos dias 2, 3 e 4 de outubro em dois formatos: Conversas online e projeções cara a cara no edifício La Domus em A Coruña.

María Núñez, diretora de programação da CINEMABEIRO, apontou como objetivos da Mostra a “conscientização social e denúncia de conflitos crescentes e dar voz às pessoas da cultura da não violência”.

Yoya Neira, Conselheira da Assistência Social da Câmara Municipal de A Coruña, sublinhou que “A Coruña será uma referência no respeito e na construção dos direitos humanos através da cultura”.

Segundo os seus organizadores, “o CINEMABEIRO nasceu da necessidade de criar um evento dedicado à promoção, reflexão e discussão dos Direitos do Homem, não só na cidade da Corunha mas também na Galiza.

Uma ferramenta muito importante para denunciar e tornar a violência visível

O cinema é uma ferramenta muito importante para denunciar e tornar visível a violência exercida sobre nossos direitos. É uma janela que nos coloca em contato com outras realidades; um orador vingativo que nos mobiliza e facilita nossa compreensão do mundo a partir de um compromisso com os direitos humanos. "

E eles continuam a explicar:

“O CINEMABEIRO é uma plataforma de divulgação de outro tipo de cinema, com uma orientação social clara, que visa aproximar o público de questões como a precarização do emprego, a emigração, a violência de género, as alterações climáticas, a igualdade e a inclusão.

CINEMABEIRO, pretende ser um Festival especializado

A 1ª edição do CINEMABEIRO vai tornar-se uma vitrine do melhor cinema dos Direitos Humanos, oferecendo uma criteriosa seleção de longas e curtas-metragens recentes, com uma vasta oferta dos melhores festivais do mundo.

Nesta primeira edição da “Mostra Internacional de Cinema pola Paz Cinemabeiro” tem em sua programação quatro longas-metragens, dezesseis curtas e cinco mesas de discussão que, em função da crise do COVID-19, serão realizadas online, com a participação de palestrantes ONGs e associações colaboradoras abordando o problema dos seguintes grupos:

  • A dificuldade de viver no exílio e o direito de migrar
  • Feminismo e maternidade: questionando o sistema reprodutivo heteropatriarcal
  • O direito à educação para pessoas com deficiência funcional e mental, transtornos mentais e em risco de exclusão social
  • Mudanças climáticas e deterioração da democracia como grandes ameaças ao nosso planeta
  • Discriminação sexual, maior estigmatização de pessoas em risco de exclusão social

Se completará com várias entrevistas de rádio com produtores inclusivos, realizadas a partir da associação de pais de pessoas com paralisia cerebral (ASPACE) Coruña em seu programa 'La radio de los Gatos'. "

O CINEMABEIRO, para Mundo sen Guerres e sen Violencia, faz parte da campanha deste ano + Paz + Não-violência - Armas nucleares que é comemorado em nível planetário com uma infinidade de atividades entre 21 de setembro de 2020 até 2 de outubro de 2020.

Deixe um comentário