Canto para todos em Aubagne

Organizado pela EnVies EnJeux, em 28 de fevereiro em Augbagne, Distrito de Marselha, França: CANÇÃO PARA TODOS e TODOS - PAZ E NÃO-VIOLÊNCIA

Na sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020, no âmbito da 2ª Marcha Mundial pela Paz e Não-Violência, uma noite de canto improvisado livre foi realizada em Aubagne e aberta a todos.

Este evento foi organizado pela associação EnVies EnJeux. Chloé Di Cintio nos conta o que a motivou a organizar este evento:

"Reconhecemo-nos na intenção da Marcha de conectar pessoas e iniciativas que carregam uma cultura de paz e o desejo de fazê-la crescer. EnVies A EnJeux acompanha o desenvolvimento de práticas cooperativas e não violentas, com o objetivo de desenvolver plenamente os indivíduos. Se o meio histórico de associação é um jogo, ele permanece aberto a qualquer meio útil e coerente nesse processo. Consequentemente, a Envies EnJeux tem o prazer de abraçar o canto de todas as propostas, e as habilidades de Marie Prost, para apoiá-las e enriquecê-las com práticas relacionadas úteis para dinâmicas de grupo inclusivas e para nutrir a autoconfiança dos indivíduos. eles e um ao outro. »

Uma dúzia de pessoas de várias origens, muitas delas desconhecidas, responderam ao convite.

A noite começou com a apresentação da 2ª Marcha Mundial e seu interesse: dar visibilidade, reunir-se (virtualmente ou fisicamente) e convidar ações conjuntas daqueles que rejeitam a violência em todas as suas formas e escolher a Não-Violência como uma resposta coerente ao desafio atual de a humanidade.

Marie, que participa da Envies Enjeux e por mais tempo na associação Mundo sem guerras e sem violência, estabeleceu o elo entre as virtudes do canto (relaxamento e elevação de energia, expressão e compartilhamento de emoções etc.) , a forma particularmente inclusiva de Canto para Todos e Todos (vocal e corporal, improvisada, livre, aberta a todos) e a cultura da não-violência.

Isso foi seguido por vários jogos vocais e improvisações guiadas, focadas na conexão, desapego, sentimento ou prazer musical. Para concluir, dedicamos uma música improvisada às pessoas afetadas pela violência.

Após essa bela maneira de conhecer e se comunicar, continuamos mais tradicional e com igual prazer, discutindo em uma refeição compartilhada.

Entre os participantes, um cinegrafista, Lucas Bois, tirou lindas fotos e fez uma captura de vídeo, com a ideia de oferecer posteriormente esta montagem à Marcha Mundial.

Muito obrigado a ele.

Alguns depoimentos dos participantes:

"Esse momento me permitiu começar a me soltar novamente sem me sentir insegura. Se passou bastante tempo! Muito obrigado e espero reviver a aventura. »

“Foi ótimo cantar, vibrar, rir, dançar, se mover, conhecer novas pessoas com espírito de paz, sem julgamento e sem compartilhar. Estou pronto para repetir essa experiência. »

“Estes são bons tempos como este. Seguido de belos encontros. Na sexta-feira descobri a “canção para todos”. Amo cantar, mas não sabia o que esperar… A Canção para Todos vai muito além do prazer de cantar. Descobri um grupo de pessoas carinhosas, técnicas lúdicas, que levam à liberação vocal e mental. Foi um momento inesperado, mágico e comovente, fora da vida cotidiana, que me permitiu escapar das minhas preocupações atuais e me conectar com outras pessoas. Espero reviver outros belos intervalos de compartilhamento como esse! »


Redação: Marie Prost
Envies Enjeux: https://www.jeux-cooperatifs.com/envies-enjeux/
Chant pour tous: https://chantpourtous.com/
2ª Marcha Mundial pela Paz e pela Não-Violência: https://theworldmarch.org/
0/5 (Comentários 0)

Deixe um comentário